O Brasil conta hoje com mais de 600 mil lojas online. A partir dessa informação, você pode imaginar que várias delas compartilham os mesmos produtos, fornecedores e até compradores. Então, como vender pela internet diante de tanta concorrência?Calma. Apesar do grande número de lojas virtuais (aliás, você sabe o que é um e-commerce?), há espaço — e compradores para todos eles. Afinal, a receita anual já ultrapassa os R$ 50 bilhões. Mas há maneiras de tornar uma loja online mais visível e atrativa, destacando-a da concorrência para vender mais.

Este artigo vai ajudar você a fazer isso com dicas preciosas de estruturação e divulgação da sua loja virtual. Ficou curioso? Então continue a leitura!

Empreendedorismo online

Empreender online é uma das melhores soluções para quem está visando adquirir renda extra. Se você é uma dessas pessoas que pretende ganhar dinheiro criando o próprio negócio, deve estar pensando em qual será a maneira ideal para executar o seu trabalho.

O ambiente virtual é o mais vantajoso para o seu empreendimento se você:

  • Já tem um emprego e quer renda extra;
  • Quer passar mais tempo com a família;
  • Não quer gastar ainda mais tempo e dinheiro com deslocamentos;
  • Quer aproveitar o conforto do seu próprio lar para ganhar dinheiro.

Vender pela internet te proporciona muitas facilidades. Poder trabalhar de onde você estiver, seja com um computador ou com um smartphone, é um dos fatores que devem ser levados em consideração.

Os avanços da tecnologia proporcionaram com que muitas pessoas pudessem estar exercendo uma atividade lucrativa. As lojas virtuais ajudam não só os empreendedores, mas também os clientes, que estão, cada vez mais, aderindo ao mercado online.

Já pensou que, criando uma loja virtual, você pode trabalhar em casa, apenas usando o seu computador e fazendo os seus próprios horários de trabalho? Se interessou pela ideia? Então continue lendo este artigo e saiba como vender pela internet.

Dicas de como vender pela internet

Agora que você já entendeu a força de empreender online, confira as dicas que separamos para te ajudar a montar uma loja online e lucrar bastante:

Segmente seu nicho

É muito empolgante saber que, pela internet, você pode vender o que quiser, para quem quiser e de qualquer lugar, não é mesmo? Ainda assim, no entanto, é preciso ter foco.

Ao montar sua loja, é importante que você escolha seu nicho. É a primeira coisa com o que você deve se importar. O nicho é o segmento de mercado que você quer trabalhar e tem impacto no público que você quer atingir.

Comercializar vários produtos de diferentes segmentos pode deixar sua loja com um aspecto visual confuso. Assim, os visitantes ficam “perdidos” na escolha, optando por lojas com segmentos direcionados. Isso acontece porque eles têm menos confiança em lojas generalistas do que em lojas especializadas.

Como escolher

Defina o que você realmente está disposto a vender e a categoria com a qual você acha que possui maior facilidade. Assim, você terá grandes chances de cultivar um público fiel e que poderá recomendar a sua loja para outras pessoas com interesses comuns.

A chances do público alvo gostar do seu produto e querer comprar outras vezes é maior do que se você colocar vários nichos diferentes e satisfazer temporariamente seus clientes.

Com seu nicho definido, você deixará sua marca registrada. A partir disso, seu público-alvo também passa a ser segmentado. E qual a importância disso?

Segmentando o público-alvo

Se você vende tanto roupas íntimas femininas quanto alimentos para pets, certamente terá mais de um público-alvo, compostos por gêneros, idades e interesses diferentes. Por isso, terá de pensar estratégias diferentes de atrair e se comunicar com essas pessoas.

Segmentar seu público alvo aproxima o contato com o seu cliente. Ele provavelmente terá o mesmo gosto que você, encontrando semelhanças e se identificando com os produtos, criando novas demandas.

Escolha domínio e hospedagem

Uma coisa muito importante para se preocupar é o seu domínio. O domínio é o endereço do seu site, ou seja, seu link, que ao ser clicado direciona para sua loja. Se você for criar um site ou uma loja dentro de uma plataforma, vai precisar de um.

Antes de adquirir um domínio, no entanto, é preciso saber o nome da sua loja. Evite siglas, nomes e sobrenomes, fuja do padrão e desperte a curiosidade em seus visitantes, deixando o nome da sua marca bem fixado na cabeça das pessoas que acessaram seu site.

Após isso, acesse o registro.br. É um site onde você pode checar se o nome do domínio está disponível para uso, realizar o cadastramento e pagar as taxas anuais para continuar com o endereço.

Já a hospedagem é o serviço de suporte e armazenamento de dados do seu site. Portanto, a organização de estrutura e a segurança da sua plataforma são de responsabilidade do servidor da hospedagem.

Existem vários tipos de hospedagem, de diferentes preços e benefícios. Por isso, pesquise bastante para não ter dor de cabeça depois.

Crie uma identidade visual

A sua loja virtual é seu cartão de visitas, o primeiro contato que seu público terá com você. Portanto, a primeira impressão é a que fica!

Tanto no site quanto nas redes sociais (ainda falaremos sobre divulgação), é importante ter uma identidade visual. Isso é nada mais do que o conjunto de elementos visuais que vão representar a sua marca.

A grande vantagem disso é fazer com que as pessoas identifiquem esses elementos e reconheça a sua marca em qualquer lugar. Isso ajuda a aumentar a força e a divulgação dela. Traduzindo: mais clientes e mais vendas.

Logo

Não existe marca sem logo. Se você quer mesmo vender produtos, saiba que precisa trabalhar a imagem do seu negócio.

Por meio de símbolos ou palavras, você deve criar um logo simples e atrativo que passe confiabilidade para o cliente. Dessa forma, fica mais fácil das pessoas identificarem e memorizarem a sua marca.

Crie a identidade visual da sua marca de acordo com o que você deseja transmitir. É importante ter uma relação com o que você esteja vendendo. Por isso, utilize as cores e os elementos certos.

Antes de tudo, faça uma pesquisa, pegue referências, faça uma análise de qual se enquadra melhor com o que você deseja. Faça do seu logo a sua identidade visual, ele precisa ser memorável.

Por exemplo, seus visitantes estão navegando na internet e aparece sua página nas opções de navegação, na mesma hora se seu logo for atraente, ele irá lembrar de você, aumentando as chances de entrar no seu perfil.

Banner

O banner faz parte da estratégia de marketing para complementar o layout da sua loja. Ele pode ser usado de várias formas, completando o logo, como cabeçalho do site ou como foto de capa do Facebook da loja, por exemplo.

Pode ser informativo, como “frete grátis”, “black friday”, ou ser usado como uma imagem para integrar no seu layout e reforçar a marca.

Capriche no layout da loja

O layout faz parte da identidade visual, mas não se atém apenas a logo e banner. Ele pode ajudar na navegação do visitante se houver essa possibilidade de personalização, e também reforçar a imagem que você quer passar para o público.

Invista na beleza de seu layout. Ele deve ser claro e simples, sem muitas informações para não ficar confuso demais quando um cliente entrar na sua plataforma. Assim, ele não tira o foco de outras informações principais, como os seus produtos.

As cores do seu layout deve estar em harmonia, quando junto com o logo, banner e cores de fundo. Não abuse de cores pesadas para não cansar o visitante quando passar muito tempo em seu site.

Divulgue, divulgue divulgue!

Não há como vender pela internet sem divulgar a sua marca e os seus produtos. Não sabe por onde começar? Há ferramentas que podem te ajudar nisso!

Além do famoso boca a boca, no qual você deve divulgar para família e amigos, utilize também as redes sociais, principalmente o Facebook e o Instagram. Ambos possuem ferramentas para ajudar lojistas a terem mais visibilidade e sucesso em vendas.

Crie um perfil em cada site e comece a divulgar seus produtos nas plataformas. Mas esteja atento para as particularidades de cada rede social para aproveitar o que eles podem oferecer de melhor.

Além de postagens apresentando os produtos e a própria marca, você também pode fazer outras ações para engajar o seu público-alvo, respondendo comentários, fazendo promoções, marcando amigos. Mantenha sempre a interação com seu público.

Utilize o Google Analytics

Essa é uma dica um pouco mais avançada, mas muito útil e poderosa para bons vendedores. Isso porque o Analytics é uma ferramenta do Google que ajuda a fazer um monitoramento geral do seu site.

Isso quer dizer que, com ela, é possível saber qual a origem dos visitantes do seu e-commerce (redes sociais, e-mail, Google ou outros sites), quais páginas eles mais acessam, quanto tempo ficam em cada uma e por aí vai.

Para vender mais e melhor, você pode pegar dados como os visitantes que entram apenas uma vez na loja, os que retornam mais vezes e o momento em que momento os seus usuários abandonam o carinho, e criar, a partir deles, estratégias para aumentar a retenção e o volume de vendas.

Invista em mídia orgânica e mídia paga

Mídias orgânicas são canais de divulgação em que você não paga nada por isso. Exemplos disso são publicações comuns no Facebook e no Instagram.

Já as mídias pagas são aquelas que cobram um valor em dinheiro para aumentar o alcance e a visibilidade das publicações. Facebook e Instagram oferecem essa possibilidade, e é possível também anunciar no Google.

O que muita gente não sabe é que a mídia orgânica é o ponto chave para obter um bom resultado na divulgação da sua loja. Redes sociais são essenciais para investir em seu negócio mas, ao contrário do que todo mundo pensa, não vale a pena pagar para impulsionar as publicações logo de cara.

É necessário que você segmente sua base antes de investir nas mídias pagas. Crie um bom engajamento com seus seguidores, definindo seu público alvo, garantindo a sua confiança. Aproveite o que as ferramentas gratuitas têm para te oferecer.

Agora sim, com a base segmentada, você pode investir em publicações pagas para aumentar cada vez mais a taxa de conversão da sua loja.

Tenha provas sociais

Está se perguntando como vender pela internet sem ter uma grande rede de contatos? A resposta é: Conhecidos!

Isso mesmo: a melhor maneira de começar a vender é divulgar sua loja para seus amigos, familiares, conhecidos que tenham interesse em seus produtos. Assim, você garante a credibilidade da sua loja.

Seus conhecidos não irão precisar se preocupar em pesquisar por produtos online, pois já conhecem você! Além disso, vão divulgar seus produtos para outras pessoas próximas, formando uma boa rede de possíveis compradores.

Seus conhecidos passam a ser promotores da sua loja. É por meio deles que sua divulgação e sua credibilidade aumentam.

Vendendo sem estoque

Lojistas de e-commerce geralmente precisam de capital de giro para adquirir produtos e financiar entregas, além de lidar com toda a burocracia de armazenamento, logística, trocas e devoluções. Mas não os que trabalham com Dropshipping.

O Dropshipping é uma estratégia que começou nos Estados Unidos e está se expandindo pelo mundo. No Brasil, essa estratégia ainda é recente, mas cresce a cada dia por causa das facilidades proporcionadas.

Funciona da seguinte maneira: o lojista anuncia e vende produtos do fornecedor sem precisar adquiri-los. Assim, quando o cliente fecha a compra o produto sai direto do fabricante para a entrega.

Há algumas plataformas especializadas em Dropshipping no Brasil que cuidam de todo esse processo. Assim, o lojista fica responsável apenas pela divulgação e venda dos produtos.

Agora que você já sabe como vender pela internet, que tal ter um e-commerce de muito sucesso sem se preocupar com capital de giro, estoque ou frete? Para isso, conheça melhor o Dropshipping!

Como vender pela internet: dicas para e-commerce

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[if lte IE 8]
[if lte IE 8]
Bitnami