Você precisa de renda extra mas tem medo de pedir demissão para investir em algo novo? Essa é a realidade de milhares de brasileiros. Neste contexto, empreender sem sair do emprego é uma alternativa válida e pode ser uma ótima solução.

Enquanto algumas pessoas querem juntar dinheiro mesmo ganhando pouco, outras optam por obter mais de uma fonte de renda. Assim, em vez de cortar vários gastos, é possível ter um poder ainda maior para conquistar sonhos pessoais, profissionais e familiares.

Mas calma. Não é qualquer tipo de negócio que será interessante de assumir, afinal, duas responsabilidades profissionais podem te exigir muito. Para saber como conciliar as duas atividades com sucesso, continue lendo este artigo e confira nossas dicas. Boa leitura!

Por que abrir um negócio próprio

Além da prerrogativa de ser o próprio chefe, um empreendedor tem ainda a possibilidade de lucrar muito além do salário de um empregado. Aliado a isso, fazer seus próprios horários, trabalhar com o que realmente gosta e ter a praticidade de trabalhar em casa são outros motivos pelos quais tantas pessoas sonham em trabalhar por conta própria.

E muitas pessoas têm pensado assim. De acordo com o Governo Federal, o Brasil já tem quase oito milhões de microempreendedores individuais, sendo que a maioria deles tem de 31 a 40 anos. A facilidade para obter o registro, a cobertura do INSS a baixo custo e, claro, a insatisfação com o mercado atual, impulsionam os números.

Segundo o SEBRAE, no entanto, a maioria das empresas fecham em menos de um ano de existência, sendo 7% por falta de lucro, 20% por falta de capital e quase 50% por má gestão. Sendo assim, vemos que apenas ter uma boa ideia de negócio não é suficiente: é preciso saber conduzi-lo corretamente.

O seu êxito com o empreendimento depende apenas de você. Você pode se destacar e conseguir manter o seu negócio por muito tempo, sem ter que sair do emprego, se fizer um trabalho bem feito. Prova disso é que, de acordo com a GEM (Global Entrepreneurship Monitor), a taxa de empreendedorismo no Brasil é de 40%, do que o dobro registrado a 15 anos.

Características do bom empreendedor

É normal que haja dúvidas sobre qual é o empreendimento ideal. Antes de escolher qual será a sua atividade profissional secundária, no entanto, é preciso ter o espírito empreendedor. Por isso, listamos as cinco principais características de um bom gestor. Confira:

1. É focado

Nenhum negócio dá certo se não houver foco. É fundamental que se tenha dedicação para que seja possível colher bons frutos no trabalho. Mas todo mundo precisa se dedicar também à família, aos estudos, à vida pessoal. Então, mire nos seus objetivos e busque alcançá-los o mais rápido possível, da melhor maneira possível.

2. Tem um controle financeiro

Um bom empreendedor faz um controle de todos os seus gastos e de toda a renda gerada no seu negócio. Crie uma planilha ou até mesmo anote de maneira organizada tudo o que entra e sai de dinheiro. Isso vai ajudar a saber gerir as finanças e tomar decisões importantes.

3. Não tenta dar um passo maior do que a perna

Essa dica é fundamental para não quebrar o seu negócio. Muitas vezes, o que leva uma empresa à falência é a tentativa de fazer algo grande no momento errado. Logo, saiba a hora certa de tomar atitudes. Respeite o seu orçamento, tenha uma previsão de lucro e não se deixe levar apenas pela emoção.

4. Oferece um diferencial

Não adianta tentar empreender se você não tiver algo que te destaque e que faça o seu público escolher o seu serviço ou o seu produto em vez de ir ao concorrente. Pense em quantas empresas trabalham com o mesmo modelo de negócio. Ter um diferencial é a melhor maneira de garantir o sucesso do empreendimento.

5. Analisa a concorrência

Sabendo que muito dificilmente não haverá outra empresa que ofereça os mesmos serviços ou produtos que a sua, é preciso estar ciente do seu mercado. Estude a atuação dos concorrentes para se preparar melhor e desenvolver boas táticas para vender mais e melhor.

Como empreender sem sair do emprego

Mas e quando além de gerir um negócio, ter uma família e se aprimorar como profissional o empreendedor ainda tem outro emprego? É comum manter duas ocupações, desde que isso não afete seu próprio desempenho pessoal nem a sua vida profissional.

Com maiores responsabilidades, é preciso se esforçar mais ainda para que tudo vá bem e dê certo conforme planejado. Por isso, as dicas abaixo vão te ajudar. Confira dicas para ganhar mais dinheiro sem sair do emprego:

Escolha algo prazeroso e prático

Definir o planejamento do novo negócio é um dos principais fatores que irão garantir o sucesso dele. É fundamental ingressar em um mercado em que já tenha certo conhecimento e familiaridade. Não adianta nada trabalhar com algo que servirá como renda extra se você não se identifica com o seu negócio.

Conheça o nicho, o público e se adiante para enfrentar os desafios do novo negócio. Algumas empresas ainda proíbem seus funcionários de terem atividades profissionais que possam configurar concorrência, portanto, informe-se.

Equilibre trabalho e disponibilidade

Você deve escolher algo que seja possível e faça sentido de exercer dentro do seu tempo disponível. Não adianta, por exemplo, trabalhar como cantor aos dias de semana de manhã, sendo que a demanda por músicos é à noite e aos finais de semana.

Além disso, pense em algo que proporcione a renda que você busca dentro do seu tempo disponível. Algumas atividades só são lucrativas se você exercê-las em tempo integral, não sendo interessante para quem já está empregado.

Prepare-se para ser um empreendedor

Após abrir um negócio próprio, o próximo passo é administrá-lo fazendo que cresça e dê lucro. Essa, no entanto, não é uma tarefa fácil. Algumas dicas rápidas:

  • Procure saber como funciona os trâmites da administração. É importante saber pelo menos o básico sobre gestão de negócios para saber lidar com questões burocráticas e imprevistos;
  • Busque conhecer da melhor maneira possível o seu cliente. Desta forma, você saberá qual será o seu diferencial para que o seu público escolha o seu produto ou serviço;
  • Saiba como atrair o seu cliente com promoções e descontos. Em alguns momentos, além do bom serviço e da qualidade daquilo que você oferece, é importante proporcionar facilidades;
  • Crie uma identidade visual para o seu negócio. Isso facilita a atração e a memorização dos clientes. Além disso, utilize as redes sociais para facilitar o acesso até você;
  • Demonstre preocupação com a satisfação do seu cliente. Isso significa investir no pós-venda e no suporte. Dessa forma, além de voltar a fazer negócio com você ele pode te indicar para outras pessoas.

Aceite ajuda

Duas pessoas pensam e trabalham melhor que uma só, e principalmente em uma atividade profissional secundária toda ajuda é válida. Afinal, sem sair do emprego você não poderá ficar 24h por conta do novo negócio.

Um amigo próximo pode ajudar nas despesas — mas também participará nos lucros. E até mesmo dentro de casa a sua família pode ser útil para dividir tarefas simples. Dessa forma, o seu trabalho será mais fácil e prático.

Tipos de negócio em meio horário

Se você ainda precisar de dicas de negócios para começar a empreender, aqui vão algumas dicas. Algumas são profissões que dão dinheiro rápido, e muitas não requerem CNPJ:

  • Fazer coisas para vender: se você tiver talento para fazer artesanatos ou até mesmo alguma comida, como doces, por exemplo, vender o que você prepara pode ser uma boa fonte de lucro.
  • Ser motorista: com os aplicativos de serviço de motorista particular, ficou muito fácil ganhar dinheiro dirigindo. Você só precisará de uma habilitação especial e um pequeno investimento inicial. Se não tiver um carro, é possível alugar veículos por dias ou semanas em locadoras.
  • Fazer freelas: ser freelancer é uma ótima maneira de conseguir uma renda extra. É possível lucrar escrevendo e revisando textos, testando sites, aplicativos e produtos, além de outras funções totalmente online.
  • Revender produtos: se você quer trabalhar com vendas, outra opção é revender produtos. Marcas como a Avon ou a Jequiti, por exemplo, possuem programas e condições especiais para quem deseja revender os seus produtos.
  • Vender online: Essa é uma excelente alternativa para empreender de casa, apenas utilizando um computador ou um smartphone. Além disso, você sabia que é possível vender online sem investir em estoque ou se preocupar com frete? Então conheça o Dropshipping.

O momento certo de sair do emprego

É possível empreender sem sair do emprego. Contudo, pode ser que, em algum momento, o seu novo negócio comece a ter demandas maiores, e lucros também. Neste momento, dedicar um tempo maior ao seu trabalho como empreendedor pode ser a melhor alternativa.

Se você se sentir seguro para isso, pedir demissão do seu emprego vai te permitir se empenhar apenas com o seu negócio e, consequentemente, ele te trará mais lucro. Além disso, o acerto rescisório pode servir como renda para você investir no seu empreendimento.

A decisão de viver apenas do negócio próprio, no entanto, deve ser bem pensada. Isso porque vários fatores devem ser levados em consideração para evitar problemas futuros. Se o empreendimento for escalável, ou seja, que permite uma produção em grande escala com ganho de produtividade, por que sair do emprego?

Uma das grandes vantagens de ter um negócio próprio e escalável é que, geralmente, o trabalho pode ser todo feito pela internet. Quer descobrir as vantagens de fazer a própria casa de escritório, ou então de poder trabalhar de qualquer lugar desde que haja conexão estável? Então leia este artigo sobre home office!

Como empreender sem sair do emprego: aprenda já

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[if lte IE 8]
[if lte IE 8]
Bitnami